7 de setembro | Grito dos Excluídos em Mariana




Vamos às ruas nesse Sete de Setembro em forte mobilização popular, com organização e autodefesa, gritar contra o golpismo e o fenômeno do bolsonarismo. Somente apoiados na unidade de ação e na independência política dos trabalhadores, da juventude, das mulheres, dos negros, dos LGBTIs e dos indígenas é possível lutar contra as ameaças golpistas de Bolsonaro.


Precisamos garantir nossas liberdades democráticas principalmente em tempos de profundo retrocesso político e econômico. Temos sofrido cada vez mais com a volta da inflação, a redução de salários, condições de empregabilidade e com os enormes cortes nos orçamentos dos diversos setores sociais - saúde, educação e segurança. Somado a isso, a falta de políticas concretas de enfrentamento às diversas consequências da Pandemia exigem de nós muito mais do que as medidas eleitoreiras podem oferecer. É preciso derrotar Bolsonaro não só nas urnas, mas sobretudo nas ruas. Os avanços da extrema direita e os ataques à democracia precisam ser contidos.


Convocamos todos ao histórico ato protesto “Grito dos oprimidos” do dia 07 de setembro. O dia em que se lembra a independência de nosso país não deve ser um dia de comemorações, mas sim de luta, uma vez que nossa realidade é de retorno às mesmas condições de dependência. Neste dia Sete de Setembro a classe trabalhadora deve, uma vez mais, tomar para si a tarefa de transformar este sistema de exploração e opressão, para que possamos dar nosso verdadeiro grito de independência!


Em Mariana (MG):

Horário: 15h.

Concentração: Em frente ao Centro de Convenções.


Participem!