top of page

ANDES-SN chama a categoria para a 7ª edição da Marcha das Margaridas em Brasília (DF)


Nos dias 15 e 16 de agosto, ocorre a 7ª edição da Marcha das Margaridas no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília (DF). Considerada a maior manifestação de mulheres da América Latina, a marcha deste ano aponta para a importância de fortalecer a soberania e segurança alimentar, além de assegurar a participação das mulheres na política e nos espaços de tomada de decisões.


A mobilização, que ocorre a cada quatro anos, reunirá cerca de 100 mil mulheres trabalhadoras para lutar pela garantia de direitos humanos, na defesa do meio ambiente, pelo fim da violência contra as mulheres e do racismo.


O ANDES-SN participará da 7ª edição da Marcha das Margaridas e convidou, por meio da Circular nº 252/23, toda a categoria a fortalecer o evento. É necessário confirmar a participação das e dos representantes até as 18h da segunda-feira (14). Acesse o formulário aqui


Desde 2019, durante o 64º Conad, o Sindicato Nacional aprovou que a participação do ANDES-SN nas edições da Marcha seria um assunto encaminhado para discussão nos Grupos de Trabalho de Políticas de Classe Para Questões Étnico-Raciais, de Gênero e Diversidade Sexual (GTPCEGDS) e de Trabalho Política Agrária, Urbana e Ambiental (GTPAUA). E, ainda, que as seções sindicais avaliem suas participações na Marcha das Margaridas.


Quem foi Margarida Alves? Margarida Alves foi uma das primeiras mulheres do Brasil a ocupar a direção de um sindicato. A camponesa paraibana lutou por contratações com carteira assinada e pagamento de direitos trabalhistas. Era também uma grande crítica do trabalho infantil nas plantações e uma defensora ferrenha da educação. Foi brutalmente assassinada há 40 anos, na frente do seu marido e filho, a mando de latifundiários da cidade de Alagoa Grande (PB).


Acesse aqui a Circular nº 252/23.


Fonte: ANDES-SN

Comentários


bottom of page