ANDES-SN critica política negacionista de Bolsonaro e se solidariza com povo amazonense



A diretoria do ANDES-SN manifestou em nota, divulgada na manhã dessa sexta-feira (15), sua solidariedade à população do Amazonas, que sofre com uma crise sanitária sem precedentes, em decorrência da pandemia de Covid-19.

O documento destaca a responsabilidade do governo de Jair Bolsonaro pela situação e aponta o despreparo e incompetência do governador do estado, Wilson Lima (PSC), na tomada de decisões que poderiam ter salvado centenas de vidas.

“É importante ressaltar que todo o sofrimento que o povo amazonense vem vivenciando, sobretudo as famílias de menor poder aquisitivo e as populações indígenas e ribeirinhas, com um alto índice de contaminações, internações e mortes, chegando ao cúmulo do esgotamento do estoque de oxigênio nos hospitais do estado (insumo vital para o tratamento contra a doença), têm responsáveis diretos: a necropolítica negacionista, desarticulada, incompetente e criminosa do Governo Federal, chefiada pelo atual presidente da República, o genocida Jair Messias Bolsonaro. O pior mandatário da história do Brasil, na pior crise sanitária dos últimos 100 anos”, denuncia a nota.

O ANDES-SN repudia a situação e se junta às demais entidades sindicais, movimentos sociais, populares e sociedade em geral reforçando a cobrança por aquisição imediata de oxigênio para o tratamento contra a Covid-19 para toda a população; pela suspensão imediata das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); pela intervenção por parte do Estado para que a estrutura dos serviços de saúde da rede privada seja posta a disposição da população amazonense, sob os auspícios do Sistema Único de Saúde (SUS); por uma política de renda mínima no estado; e pela vacinação geral e imediata para toda a população brasileira contra a Covid-19.

Leia aqui a íntegra da nota.

Fonte: ANDES-SN