top of page

ANDES-SN e Sindiuva SSind repudiam ameaça nazista na Universidade Estadual do Vale do Acaraú (CE)


Repúdio e apreensão tomaram conta da comunidade acadêmica da Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA), em Sobral (CE), na última semana. No dia 14, uma pichação com ameaça de um massacre no dia 16 de março contendo o símbolo da suástica, em apologia ao nazismo, foi encontrada por estudantes em um banheiro da instituição.


Segundo a Polícia Militar, houve reforço do policiamento tanto no interior, quanto nos arredores do campus. A Delegacia Municipal de Sobral investiga o caso para identificar o autor da mensagem. De acordo com a Polícia Civil um boletim de ocorrência foi registrado por um aluno da UVA.


Em nota, o ANDES-SN e a seção sindical de docentes da UVA (Sindiuva SSind) manifestaram solidariedade com a comunidade acadêmica da universidade e repudiaram as ameaças de violência e apologia ao nazismo.


No documento, as entidades lembraram que “a ameaça de morte é prevista como crime no Art. 149 do Código Penal, podendo levar a uma pena de seis meses a um ano de prisão ou multa. Já a apologia ao nazismo está tipificada no Artigo 20 da Lei 7.716/1989, com pena de dois a cinco anos de cadeia. Embora o texto do Código Penal verse especificamente sobre o uso da cruz suástica para fins de propagação do nazismo (e não sobre a propagação de ideias nazistas em si), o Supremo Tribunal Federal decidiu, em 2003, que a apologia ao nazismo está classificada como crime de racismo e não pode ser justificada pelo argumento de liberdade de expressão”.


O ANDES-SN e o Sindiuva SSind se somam às demais entidades na cobrança por medidas legais cabíveis, para garantir e priorizar o bem-estar e segurança em todas as instalações da UVA. “É INACEITÁVEL que qualquer discurso alinhado ao nazifascismo tenha espaço e possa ser perpetuado sem o nosso enfrentamento. Estamos atentas, atentes e atentos e em prontidão para combater qualquer prática neofascista”, afirmou a nota. Leia aqui.


Em comunicado oficial, a UVA também repudiou as ameaças e ato de vandalismo em apologia ao nazismo e comunicou as medidas tomadas para identificar a responsabilidade pelos atos. "É inadmissível que esses atos ocorram em uma instituição pública, que, sobretudo, preza por um espaço de diversidade e respeito. Desta forma, repudiamos veementemente qualquer ato de intolerância e ódio propagados por ideologias cruéis, fascistas e nazistas", ressaltou a administração da instituição. Fonte: ANDES-SN *Com informações do Diário do Nordeste. Foto: Divulgação/UVA

Comentários


bottom of page