ANDES-SN entrega presencialmente carta de compromisso a candidata à Presidência Vera Lúcia (PSTU)


Foto: André Luis

Nas próximas semanas, o ANDES-SN entregará, presencialmente, uma carta compromisso às candidatas e aos candidatos progressistas que concorrem à Presidência da República. O documento já foi enviado a todas e todos que disputam o Executivo Federal, exceto ao atual ocupante do cargo, Jair Bolsonaro (PL), que se empenhou em atacar de diversas formas e educação pública e as instituições federais de ensino. A Carta é uma deliberação do 65º Conad realizado em julho deste ano.


Nesta sexta-feira (16), em sua sede em Brasília (DF), o ANDES-SN recebeu a visita da candidata à Presidência, Vera Lúcia (PSTU). Uma reunião foi realizada com a candidata de esquerda, para apresentar as propostas da carta de compromisso enviada às candidatas e aos candidatos à Presidência da República, cobrando das e dos presidenciáveis o comprometimento com a pauta defendida pelo Sindicato Nacional nesses seus 41 anos de luta.


Estiveram presentes na reunião Jennifer Webb, 3º tesoureira do ANDES-SN, Luiz Henrique Blume, 3º secretário e Cesar André Beras, 1º secretário da Regional Rio Grande do Sul do Sindicato. A candidata Vera Lúcia veio acompanhada de candidatas e candidatos de seu partido no Distrito Federal, além de sua assessoria.


"Estamos muito contentes que a candidata atendeu ao nosso convite, porque isso significa que estamos do mesmo lado da luta, em defesa da educação pública do país tão duramente atacada. E é com muita satisfação que eu, como mulher, recebo a Vera uma candidata que representa muito bem o enfrentamento contra a desigualdade de gênero tão presente na política do nosso país", destacou Jennifer Webb.


Em seguida, Luiz Henrique Blume fez a leitura dos principais pontos da carta para a candidata e sua equipe e destacou seis principais pontos do documento: a manutenção e ampliação do ensino público e gratuito; autonomia e funcionamento democrático da universidade e demais instituições de ensino superior, com base em colegiados e cargos de direção eletivos; estabelecimento de um padrão de qualidade para o ensino superior que estimule a pesquisa e a criação intelectual críticas nas universidades; dotação de recursos públicos orçamentários suficientes para o ensino, a pesquisa e a extensão nas universidades públicas e demais instituições; criação de condições para adequação das IES à realidade brasileira; e a garantia do direito à liberdade de pensamento nas contratações e nomeações para as IES, bem como no exercício das funções e atividades acadêmicas. Em seguida, Cesar Beras entregou a carta à Vera.


Vera Lúcia agradeceu o convite e afirmou que os pontos apresentados na carta do Sindicato estão contemplados em seu programa de governo. "Esse programa do ANDES-SN é parte constitutiva do nosso programa que defende a expressão da pesquisa, na produção do conhecimento livre, de uma escola livre, e de defesa da classe trabalhadora. Nós não queremos uma sociedade padrão, mas sim formada por diferentes, mas que esses tenham condições materiais plenas de sobrevivência dentro dessa sociedade", disse.


Leia a carta aqui