ANDES-SN lamenta morte de professoras e professores em acidente a caminho de Conferência no Paraná



Professoras e professores da rede estadual de ensino do Paraná sofreram um grave acidente de trânsito na última quinta-feira (11) em Palmeira, na região dos Campos Gerais do Paraná. Ao todo, sete pessoas faleceram, seis docentes e um motorista. Outras três ficaram feridas.


A van que levava o grupo bateu na traseira de um caminhão na rodovia BR-376. O veículo estava a caminho de Curitiba, onde as e os docentes participariam da 8ª Conferência Estadual da Educação, realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato). O evento foi suspenso e a pauta – que incluiria a paralisação e ato no dia 30 de agosto – foi remetida para a Assembleia Estadual subsequente, que será realizada no próximo sábado (20), de forma online.


Homenagens e solidariedade em todo Brasil honraram a memória das vítimas do acidente na rodovia. Sindicatos, movimentos sociais e estudantis, lideranças religiosas e políticas e entidades de diversas partes do país enviaram manifestações de pesar.


Em nota, o ANDES-SN se solidarizou com o falecimento das educadoras e dos educadores. "Além de professore(a)s, portanto colegas de profissão, as vítimas eram ativistas em luta pela educação, por justiça salarial e melhores condições de trabalho, outro elemento que nos relaciona enquanto classe. Assim, esta Diretoria externa seu profundo sentimento de solidariedade à(o)s familiares, amigo(a)s, companheiro(a)s de luta do APP Sindicato (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná) e que possam encontrar nas boas lembranças a força para encarar essas duras perdas", disse.


Na segunda-feira (15), as sedes estaduais e os núcleos sindicais da APP-Sindicato ficaram fechados em razão do luto oficial da entidade que reafirmou que honrará a "memória dos (as) nossos (as) educadores (as) vitimados (as) no acidente da BR-376. Seguiremos juntos (as) em defesa de uma sociedade mais justa e de uma educação de qualidade. Andreia, Aparecida, Ederson, Joana, Lucilene, Miguel e Silvia: PRESENTES", afirmou o sindicato em suas redes sociais.


Fonte: ANDES-SN