top of page

Após atos terroristas em Brasília, sociedade civil reage em defesa da democracia brasileira


ANDES-SN faz chamado às seções sindicais para ir às ruas em defesa da democracia. Foto_Marcelo Camargo/Ag Brasil

Em mais um ataque à democracia, manifestantes da extrema-direita invadiram e depredaram prédios de instituições públicas em Brasília (DF) no domingo (8). O presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decretou intervenção federal na segurança do Distrito Federal. O documento feito pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública foi publicado e estará em vigor até o dia 31 de janeiro.


O Ministro da Justiça Flávio Dino (PSB) afirmou que cerca de 1,5 mil bolsonaristas foram detidos pelas forças de segurança do DF e serão investigadas pela participação nas invasões e depredações das sedes dos Três Poderes: Câmara e Senado, Superior Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto. Vestidas e vestidos em sua maioria com roupas na cor verde e amarela, as e os manifestantes não aceitam o resultado das eleições de 2022 que elegeu Lula o novo presidente do país.


As e os golpistas roubaram armas e destruíram gabinetes, documentos, equipamentos eletrônicos, janelas, mesas e armários. Obras de artes valiosas e de artistas renomados do mundo inteiro foram destruídas.


Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Em nota em suas redes sociais, o ANDES-SN repudiou veementemente as investidas golpistas e considerou os atos deste domingo um "profundo atentado à democracia, que teve a conivência das Forças Armadas, da Polícia Federal e da Polícia Militar do Distrito Federal”.


"Ir para as ruas e defender a democracia é a nossa tarefa mais urgente. É inadmissível o que tem acontecido em nosso país com os atos de vandalismo que destruíram o patrimônio público e que destruíram a nossa história", afirma Rivânia Moura, presidenta do Sindicato Nacional, em vídeo divulgado nesta segunda-feira (9).


Rivânia ressalta que a barbárie deste domingo representa um ataque profundo às liberdades democráticas e faz um chamado às seções sindicais e às professoras e aos professores da base do ANDES-SN às ruas em defesa da democracia e do povo brasileiro. Confira!



Repúdio ao reitor interventor Neste domingo, o reitor interventor da Universidade Federal do Vale do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Janir Alves Soares, divulgou em suas redes sociais um vídeo em apoio aos vândalos golpistas que invadiram o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal. Em nota, a diretoria do ANDES-SN repudiou a ação de Soares e declarou apoio e solidariedade com a comunidade acadêmica da UFVJM. Leia aqui.


Atos pela democracia Diversas manifestações ocorrem nesta segunda-feira (9), e no decorrer da semana, em todo o país, com a presença das seções sindicais do ANDES-SN que se juntam aos movimentos sociais, sindicais e políticos do campo progressista e democrático. Durante o dia, as faculdades de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade de Brasília (UnB) fizeram manifestações em defesa da democracia.


Rivânia Moura e Regina Avila, da diretoria do ANDES-SN, estiveram no ato na UnB. Foto: André Luis/ANDES-SN

Em Brasília (DF), o ato será realizado às 17h no Palácio do Buriti, que é a sede do poder executivo do Governo do Distrito Federal. O governador Ibaneis Rocha (MDB) é acusado de ser conivente com os atos antidemocráticos por não ter garantido a segurança e a ordem no DF. Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou o afastamento do governador do DF por 90 dias.


Em São Paulo, a mobilização começa às 18h no vão livre do Museu de arte de São Paulo (Masp) na Avenida Paulista. No Rio de Janeiro, a atividade inicia na praça Cinelândia, com concentração a partir das 17h.


Na cidade de Manaus (AM), também está previsto um ato nacional em defesa da democracia no Largo São Sebastião. Em Santa Maria (RS), o ato começa às 17h na Praça Saldanha Marinho.


Já no Ceará ocorrem atos, a partir das 16h, em Fortaleza e na região do Cariri. Na capital, o ponto de encontro será no cruzamento da Avenida 13 de Maio com Avenida da Universidade, no bairro Benfica. Também está confirmado ato em Juazeiro do Norte, na Praça da Prefeitura Municipal.


Fonte: ANDES-SN


Hozzászólások


bottom of page