Assembleia Geral ADUFOP aprova indicativo de Greve Sanitária

Assembleia Geral ADUFOP aprova indicativo de Greve Sanitária em defesa da vida, contra o retorno presencial das atividades de ensino


A diretoria da ADUFOP realizou, na última quinta-feira (04/02/2021, Assembleia Geral On-line. A Assembleia foi presidida pelo professor André Mayer e secretariada pela professora Kathiuça Bertollo, respectivamente presidente da ADUFOP e primeira tesoureira. Os docentes aprovaram indicativo de Greve Sanitária em defesa da vida, contra o retorno presencial das atividades de ensino. A plenária aprovou por unanimidade o calendário da Eleição ADUFOP — Biênio 2021-2023 e a Minuta sobre a progressão da carreira docente levando-se em consideração os impactos da pandemia do COVID-19.


O professor André Mayer, presidente da ADUFOP, iniciou os informes apresentando a lista de universidades com intervenções — reitoras e reitores eleitos e não empossados. Informou a preocupação da entidade com a posse da reitora eleita pela comunidade acadêmica da UFOP, professora Claúdia Marliére, que deve acontecer nas próximas semanas. O ANDES-SN tem apoiado a causa e lançou em suas redes sociais a campanha “Reitor/a eleito/a é reitor/a empossado” em que denuncia a situação antidemocrática vivida nas instituições.


A professora Kathiuça Bertollo, tesoureira da entidade, informou a retomada das reuniões da FLAMa — Frente Mineira de Luta das Atingidas e dos Atingidos pela Mineração. A ADUFOP constitui a Frente e considera fundamental participar das ações por entender a realidade do território que pertence, um território historicamente conformado pela mineração, seus dilemas e contradições, e pelos processos violentos e destrutivos sobre a natureza e a vida humana. A mesa reforçou o convite aos docentes a incorporarem esta luta social e sindical na região e no âmbito da educação superior pública. Os interessados devem encaminhar e-mail para comunicacao@adufop.org.br sinalizando o interesse.


Também informou sobre a reunião do GT de Ciência e Tecnologia do ANDES-SN. A reunião será na quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021, das 16h às 19h, via plataforma virtual. Os interessados devem encaminhar e-mail para secretaria@adufop.org.br até 8 de fevereiro.


A professora Kathiuça informou sobre o 11º Conad Extraordinário do Sindicato Nacional. O encontro terá como tema central “Em defesa da vida, dos serviços públicos e da democracia e autonomia do ANDES-SN”. Será realizado em formato virtual nos dias 27 de março e 3 de abril.


No segundo item da pauta — Greve sanitária em defesa da vida, contra o retorno presencial das atividades de ensino, a mesa explicou que foram publicadas duas portarias apontando o reinício das aulas presenciais nas instituições federais de ensino, mas que cada instituição poderia avaliar o retorno ou não das aulas. O posicionamento da ADUFOP, assim como do ANDES-SN é que a luta imediata deve ser pela imunização do conjunto da população, até atingirmos o percentual estipulado pelas organizações da saúde, para o controle da pandemia. Devido à falta de planejamento do governo federal, em vez de antecipar vacinação à(o)s docentes, devemos lutar para que somente com vacinação para todas e todos poderemos cogitar o retorno presencial às aulas. Os docentes aprovaram a proposta de indicativo de greve sanitária em defesa da vida, contra o retorno presencial das atividades de ensino, caso aconteça o retorno às aulas sem as devidas condições sanitárias.


A Eleição ADUFOP — Biênio 2021-2023 também foi ponto de pauta. O presidente da entidade resgatou os motivos pelos quais houve a necessidade de prorrogar o mandato da atual diretoria. Um deles foi o início da pandemia no país. O Processo Eleitoral do ANDES-SN e a Pesquisa Paritária para Reitoria da UFOP foram realizadas em datas próximas e a ADUFOP, respectivamente como Seção Sindical e entidade organizadora da Pesquisa Paritária, teve um importante trabalho nestes dois processos. Outro motivo expresso pela mesa foi a importância de defender a chapa eleita para Reitoria da UFOP. No atual governo, há um histórico de nomeação de interventores nas reitorias e a diretoria da ADUFOP considera que é preciso ter uma entidade disposta para essa luta e que as forças do sindicato devem ser direcionadas ao que é prioritário no momento, no âmbito da UFOP, a nomeação da chapa eleita para Reitoria. Foi proposto pela Diretoria que o processo eleitoral tenha início em 26 de março de 2021 e que a votação aconteça de forma remota.


O último ponto discutido foi a Proposta sobre a progressão da carreira docente levando-se em consideração os impactos da pandemia do COVID-19. A ADUFOP tomou conhecimento no ano passado de uma movimentação na UFOP quanto a regulamentação de progressão/promoção na carreira docente em período de pandemia. Após diálogos, junto à Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEP), a entidade encaminhou a minuta Proposta para os docentes. A minuta, que será levada ao Conselho Universitário (CUNI) para aprovação prevê, em suma, que a avaliação de desempenho se dê de forma exclusivamente qualitativa no período compreendido entre março de 2020 a março de 2022, ou seja, basta o docente ter realizado e comprovado apenas uma atividade acadêmica das previstas na Resolução CUNI 1760, sem necessidade de créditos mínimos, para alcançar a progressão/promoção pretendida. O PLE poderá ser contabilizado como um semestre letivo de atividade, já as aulas lecionadas remotamente em 2021 poderão ser contabilizadas normalmente. A proposta foi aprovada por unanimidade.