Atividade de seção sindical do ANDES-SN é interrompida por bolsonarista


Palestra acontecia dentro da sede da Adua SSind, enquanto Bolsonarista filmava fachada da seção sindical. Foto: Adua SSind.

Uma atividade de formação sindical realizada pela Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (Adua – Seção Sindical do ANDES-SN) foi interrompida na última sexta-feira (19) por um homem que se identificou como Sérgio Kruke, líder do Movimento Conservador do Amazonas e candidato a deputado estadual pelo Amazonas pelo Partido Liberal (PL), o mesmo de Jair Bolsonaro. O evento promovido pela seção sindical era aberto a toda comunidade e ocorria na sede da entidade, localizada no campus da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).


O homem fez imagens, com um aparelho celular, da sede da Adua SSind. no momento em que ocorria a palestra "Universidade sob Ataque e a Defesa da Democracia", proferida por Luis Eduardo Acosta, docente da UFRJ e ex-diretor do ANDES-SN. A palestra discutia a intensificação dos ataques e ameaças às instituições federais de ensino superior (Ifes), à categoria docente e à educação pública, gratuita, de qualidade socialmente referenciada durante o governo Bolsonaro. Participavam da atividade professoras, professores, estudantes e representantes de entidades. Após o incidente, a atividade de formação sindical foi retomada.


Antes das ameaças, em vídeo publicado em uma de suas redes sociais, o homem aparece dirigindo e dizendo que "estava a caminho de comprovar uma denúncia de crime eleitoral dentro da Universidade Federal do Amazonas (Ufam)".


A Adua SSind. repudiou toda e qualquer forma de intimidação e ressaltou o direito constitucional à livre manifestação política. Para a seção sindical do ANDES-SN, a ameaça confirmou a necessidade de defender e garantir a liberdade de expressão e os espaços de diálogo dentro das universidades.


Fonte: ANDES-SN Com informações da Adua SSind.