top of page

Banco de dados possibilitará análise de orçamentos das Estaduais e Municipais

Na próxima semana, o ANDES-SN irá lançar uma base de dados sobre o financiamento das universidades estaduais e municipais. O levantamento, elaborado pelo Setor das Instituições Estaduais e Municipais de Ensino Superior do Sindicato (Iees/Imes), havia sido feito até 2018 e foi atualizado para 2022. A pesquisa traz informações sobre os recursos destinados às Iees e Imes ao longo dos anos e permite comparação com outras rubricas orçamentárias, como Saúde e Segurança, por exemplo.


“A coordenação do Setor das Iees e Imes, seguindo deliberação do 41º Congresso do Acre esse ano fez a atualização da pesquisa sobre financiamento das Estaduais e Municipais. Agora, em Feira de Santana, em maio, tivemos uma reunião ampliada do Setor, na qual fizemos uma oficina para que os e as participantes pudessem ter acesso ao banco de dados e a algumas ferramentas para melhor explorar essa pesquisa”, explicou Edmilson Silva, 1º vice-presidente da Regional Sul do ANDES-SN.


Uma prévia do levantamento foi apresentada na última reunião ampliada do Setor das Iees/Imes. Foto: Ascom/AdufsBA SSind.

De acordo com Silva, que também integra a coordenação do Setor das Iees/Imes, esse banco de dados tem como objetivo oferecer aos usuários o histórico de financiamento das universidades estaduais e municipais. Segundo o diretor, a pesquisa já apontou uma disparidade muito grande no repasse de recursos durante o período da pandemia, quando uma grande queda no orçamento das universidades públicas dos estados e municípios.


“Isso demonstra que, apesar de termos realidades diferentes, a postura de governadores e prefeitos tem sido a mesma, de cortes recorrentes e da desvalorização do ensino público gratuito de qualidade. Por tanto, nós do Setor das Estaduais e Municipais queremos convidar as e os docentes a acesarem essa pesquisa e utilizarem esse banco de dados para futuras análises sobre financiamento”, disse.


O link para a pesquisa e orientações a respeito serão encaminhados, pela secretaria do ANDES-SN, às seções sindicais, via circular, até quarta-feira (12). Futuramente, será disponibilizado no site da entidade para facilitar o acesso ao conteúdo. “Muito importante que as Seções Sindicais possam organizar, sejam nas seções sindicais através do GT Verbas ou nos fóruns estaduais, grupos de trabalho para discutir o orçamento e financiamento da Educação”, ressaltou Edmilson, lembrando que é fundamental que a categoria aprove a atualização da pesquisa nos próximos Congressos do ANDES-SN.


Fonte: ANDES-SN

Comentarios


bottom of page