Cortes no orçamento ameaçam pesquisa e pós-graduação na UFOP

Os recursos que deixarão de vir para a Universidade até o final do ano, com os cortes da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), são da ordem de R$ 1,1 milhão. Também não há expectativa de pagamento de outras agências de fomento.


Os cortes realizados pela Capes em 2019 resultarão na desativação de 16 bolsas de mestrado, 13 de doutorado e 8 do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) na Universidade. Esses cortes atingiram, inicialmente, cursos com nota três na avaliação da Capes e as cotas administradas pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propp) que seriam implementadas no segundo semestre de 2019. Mais recentemente, também sofreram cortes os cursos nota quatro que liberaram ou têm cotas a liberar até o final do ano.


A situação tende a se agravar, já que a proposta de orçamento para 2020 da Capes é 48% menor que a deste ano. A agência é responsável pelo financiamento de bolsas de pesquisa e pós-graduação nos níveis de mestrado, doutorado e pós-doutorado em todo o País. O anúncio do novo orçamento vem depois de três ondas de cortes de bolsas pela agência, o que levou à redução de 11.811 cotas em todo país.


Na mesma linha de adequação orçamentária, o CNPq anunciou que não procederá nenhuma substituição ou inclusão de bolsista no seu sistema no segundo semestre deste ano. Isso implicará na desativação de quatro bolsas de mestrado e duas de doutorado na UFOP.


Fonte: Assessoria de Comunicação da UFOP


Para ler a matéria completa, clique aqui.

Horário de funcionamento:
De segunda a sexta, das 9h às 17h.


Telefone: (31) 3551-5247
E-mail: secretaria@adufop.org.br

comunicacao@adufop.org.br

Endereço: R. Antônio José Ramos, 65 - Bauxita, Ouro Preto - MG, 35400-000, Brasil

  • Preto Ícone YouTube

Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação ADUFOP | 2018