top of page

Docentes das Estaduais da Bahia protocolam pauta de reivindicações 2024

Representantes do Fórum das Associações Docentes Baianas (ADs) e da Regional Nordeste III do ANDES Sindicato Nacional protocolaram, junto ao governo baiano, a pauta de reivindicações do movimento docente. O Fórum das ADs reúne as seções sindicais do Sindicato Nacional nas quatro universidades estaduais da Bahia – Aduneb SSind., Adusb SSind., Adusc SSind. e Adufs-BA SSind. Fruto do acúmulo dos debates ocorridos nas assembleias da categoria, o documento sintetiza as principais bandeiras de luta dos professores e das professoras para o próximo ano.


O protocolo da pauta, realizado na última quinta-feira (30), também foi marcado por um dia de paralisações e mobilizações locais. Docentes paralisaram as atividades acadêmicas nas universidades Uesb, Uesc e Uefs realizando panfletagens, atividades culturais, mesas de discussões e aulas públicas. Na Uneb, a categoria optou por não paralisar.


A pauta de reivindicações 2024 foi um documento elaborado a partir das discussões em assembleias. De acordo com a coordenação do Fórum das ADs, a centralidade da luta no próximo ano é o reajuste salarial, com as atualizações dos índices que dizem respeito às perdas salariais da categoria, e que estão acumulados.


“Existe uma insatisfação muito grande, que cresce cada vez mais. Atravessamos um histórico de desvalorização da carreira docente com perdas salariais superiores a 40% e o sucateamento das universidades estaduais nos 8 anos de gestão do ex-governador Rui Costa. O atual governador Jerônimo Rodrigues conhece a nossa pauta e a realidade das universidades estaduais, mas segue ignorando as demandas do movimento docente e não apresenta nenhuma sinalização positiva de avanço na negociação. Para 2024, trabalharemos o fortalecimento da luta no chão das universidades e, com certeza, a categoria não excluirá a possibilidade de greve caso Jerônimo não mude de postura” explicou Elson Moura, coordenador da Adufs-BA SSind. e do Fórum das ADs.


O ofício com a pauta 2024 foi entregue nas secretarias estaduais da Educação (SEC), Administração (SAEB), Relações Institucionais (Serin), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) e na Governadoria. A ação resultou em um processo público que gerou um número para que qualquer docente possa acompanhar o andamento da pauta nas instâncias governamentais. No período da tarde da última quinta-feira (30), as Associações Docentes também se reuniram na sede da Aduneb SSind. para fazer uma avaliação do ano e debater os próximos passos da luta em 2024.


Confira os itens da pauta 2024 Reposição Salarial: 1. Reposição completa das perdas salariais acumuladas nos últimos 9 anos (2015-2023), o que, segundo o Dieese (a partir do IPCA), justifica um reajuste entre 42,46% e 42,02% a depender da classe. E com o compromisso de retomar a política de correção salarial a cada ano;

Direitos: 2. Cumprimento integral dos direitos trabalhistas dos e das docentes, efetivos e temporários, ativos/as e aposentados/as, previstos no Estatuto do Magistério Superior Público das Universidades do Estado da Bahia - Lei 8352/2002 e nas demais legislações trabalhistas; 3. Ampliação e desvinculação de vaga/classe do quadro de vagas de provimento permanente do Magistério Público das Universidades Estaduais da Bahia; 4. Adequar as atuais disposições sobre concessão de passagem/transporte/traslado para docentes das universidades estaduais da Bahia às necessidades e realidades de cada Universidade, incluindo os deslocamentos para garantir o exercício da docência;

Financiamento: 5. Financiamento público para as Universidades de, no mínimo, 7% da RLI, com revisão do percentual a cada dois anos, sendo o novo orçamento sempre superior ao executado no ano anterior, garantindo o cumprimento integral do orçamento aprovado; Autonomia financeira, administrativa e acadêmica: 6. Cumprimento do artigo 207 da Constituição Federal, com garantia da gestão democrática das universidades, inclusive supressão da lista tríplice para escolha de Reitor/a, com nomeação do mais votado ou mais votada.



Fonte: Fórum das ADs, com edição do ANDES-SN. Foto: Ascom Fórum das ADs

Comentarios


bottom of page