top of page

Docentes das instituições estaduais de ensino superior se mobilizam por direitos

As e os docentes das seções sindicais do ANDES-SN no Amapá, Bahia e Paraíba se mobilizam, neste início de ano, em defesa do reajuste salarial e das progressões.


No Amapá, a diretoria da Seção Sindical dos Docentes da Universidade do Estado do Amapá (Sindueap SSind.) se reuniu com o secretário de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec), Edivan Andrade, para apresentar as suas reivindicações. Entre as demandas, está a valorização das carreiras das professoras e dos professores da educação superior pública estadual. O secretário sinalizou que a Sindueap SSind. terá uma cadeira na comissão do planejamento estratégico da pasta.


Fórum das ADs apresenta propostas ao governo da Bahia. Foto: Fórum das ADs

Na Bahia, o Fórum das Associações Docentes das Universidades Estaduais da Bahia (Fórum das ADs) reuniu-se com o superintendente de Recursos Humanos da Secretaria Estadual da Administração (Saeb), Adriano Tambone, em Salvador, para dialogar sobre a pauta de 2023. A categoria resgatou as reivindicações, centralizando as discussões em dois eixos: salário e Estatuto do Magistério Superior (Lei 8352/2002). Conforme encaminhamento, o gestor agendará um novo encontro com as e os representantes das secretarias envolvidas no assunto, a fim de tratar sobre a reabertura da mesa de negociação. A mesa foi suspensa pelo governo em 2019. As servidoras e servidores baianos acumulam perdas salariais de 53,3%, entre 2015 e 2022, descumprimento do Estatuto do Magistério, entre outros problemas.


Já no estado da Paraíba, as e os docentes da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) em unidade com o Fórum dos Servidores Estaduais da Paraíba têm pressionado o governador João Azevêdo (PSB) em prol da Campanha Salarial dos Servidores da Paraíba dentro da data-base, no mês de janeiro. No dia 17 de janeiro, integrantes do Fórum protocolaram, no Palácio do Governo, um pedido de audiência com o governador para tratar de assuntos referentes ao reajuste de 2023, dentro da data-base, para as servidoras e os servidores públicos do Estado da Paraíba, bem como a normalidade e a continuidade das progressões funcionais em cumprimento da Lei 8.442/2007. Além disso, as servidoras e os servidores estão nas redes sociais chamando atenção do governador para a necessidade de negociação do reajuste geral com as categorias.


Reunião da seção sindical do ANDES-SN com a reitora da UEPB. Foto: ADUEPB SSind.

A diretoria da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (ADUEPB - Seção Sindical do ANDES-SN), além da unidade com o Fórum, também se reuniu com a reitoria da UEPB e solicitou informações sobre o processo de negociação da gestão junto ao governo sobre a necessidade de suplementação do orçamento de 2023 para a concessão de reajuste salarial e liberação das progressões. De acordo com a reitora Célia Regina, a gestão reuniu-se recentemente com a Secretaria Estadual de Planejamento, Orçamento e Gestão e apresentou estudos de impacto com vários percentuais de reajuste salarial. A reitoria aguarda informações para uma próxima reunião com representantes do governo paraibano, que contemple os sindicatos de docentes e de técnicas e técnicos.


Fonte: ANDES-SN Com informações das seções sindicais do ANDES-SN

Commentaires


bottom of page