top of page

Governo do Paraná autoriza apresentação de contraproposta a docentes

Na terça-feira (29), representantes do Comando Estadual de Greve (CEG) dos e das docentes das universidades estaduais do Paraná estiveram em reunião na Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) do estado para cobrar avanços na na negociação com a categoria. Em junho, após compromisso assumido pelo governo, a categoria suspendeu a greve docente iniciada em maio.


O secretário Aldo Bona informou que o governador Ratinho Jr. (PSD) autorizou e determinou que a Casa Civil realize os trabalhos em relação à proposta do Plano de Carreira Docente para os professores e professoras das sete universidades estaduais paranaenses.

Apesar da sinalização, o CEG lembra que ainda não há nada oficializado e que a primeira promessa feita pelo governo ocorreu há 3 meses, em 01 de junho. “Na ocasião, após reunião das reitorias com a SETI e com a Casa Civil, prometeram que proposta de carreira tramitaria em 30 dias, assim que as aulas e atividades acadêmicas retornassem, com a suspensão da greve. Mas isso não aconteceu”, afirma o Comando em nota.


Desde então, a categoria vem realizando diversos atos públicos e diálogo com parlamentares para pressionar o governo a apresentar a contraproposta. Uma nova reunião já foi solicitada à Seti.


"A afirmação explícita de que o governador autorizou e determinou o encaminhamento do plano de carreira é um avanço, ainda que tardio. No entanto, isto ainda não garante nada, sendo necessário manter a mobilização para garantir que a proposta contemple a demanda docente e seja implementada de imediato”, ressalta Gilberto Calil, 1º vice-presidente da Regional Sul do ANDES-SN.


*Foto: Comando Nacional de Greve

Fonte: ANDES-SN

Comentarios


bottom of page