Greve Nacional da Educação teve atos e aulas públicas em diversas cidades do país

As manifestações do dia 13 de agosto em defesa da educação e contra a política de cortes do governo de Jair Bolsonaro (PSL) levaram milhares de pessoas às ruas em cidades em todos os estados do país. Segundo levantamento da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), pelo menos 211 municípios brasileiros registraram atos nesta terça. Em Ouro Preto e Mariana, aconteceram aulas públicas com debates sobre o Programa Future-se.


O Aula Pública em Ouro Preto teve início às 17h na Concha Acústica, no Campus Morro do Cruzeiro. O presidente do ASSUFOP, Sérgio Neves, a primeira secretária da ADUFOP, Professora Cristina Maia e a presidenta do DCE, Tamires Aquino, fizeram a abertura da atividade. A mesa foi composta pelo diretor do Instituo de Ciências Sociais e Aplicadas (ICSA), Professor José Benedito Donadon Leal, que integra a Comissão que analisa o Programa Future-se, pelo Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento da UFOP ,Professor Eleonardo Pereira, Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento da UFOP e pela advogada e ex diretora da UNE, Ana Julia Guedes


Em Mariana, a atividade teve início às 17h no Terminal Turístico. O presidente da ADUFOP, Professor André Mayer, participou do debate.


Os cortes no Ministério da Educação (MEC) e o contingenciamento no orçamento das universidades e institutos federais já ultrapassam R$ 6 bilhões. Docentes, técnico-administrativos e estudantes protestaram também em defesa da aposentadoria e dos direitos que estão sendo retirados com a reforma da Previdência. Outro motivo das manifestações foi o Programa Future-se. Apresentado pelo MEC, ele estimula captação de verba privada por universidades federais. Os manifestantes defenderam a autonomia das universidades contra o programa que tem como um dos seus objetivos atrair investimentos privados para as instituições públicas e regulamentar a participação das organizações sociais na gestão.


As manifestações ocorrem em todas as capitais do Brasil, em diversos municípios e em Brasília, DF. A Greve Nacional da Educação, construída em unidade por entidades sindicais e movimentos estudantis, é uma grande mobilização em defesa da educação pública e gratuita, contra os cortes orçamentários e a reforma da Previdência.


A Aula Pública em Ouro Preto foi organizada pelo DCE UFOP, ADUFOP e ASSUFOP. Os professores da UFOP aprovaram adesão ao movimento em assembleia realizada na manhã do dia 13 de agosto.


Aula Pública em Ouro Preto - Larissa Lana/ADUFOP

Horário de funcionamento:
De segunda a sexta, das 9h às 17h.


Telefone: (31) 3551-5247
E-mail: secretaria@adufop.org.br

comunicacao@adufop.org.br

Endereço: R. Antônio José Ramos, 65 - Bauxita, Ouro Preto - MG, 35400-000, Brasil

  • Preto Ícone YouTube

Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação ADUFOP | 2018