Nota de solidariedade à professora Lélica Elis Pereira de Lacerda

A ADUFOP manifesta solidariedade à professora Lélica, vinculada à Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que está recebendo intimidações, retaliações e tem sido acusada de "racismo reverso" após sua participação em Audiência Pública na Câmara de Vereadores no município de Sinop – Mato Grosso, realizada no dia 13 de agosto, cujo conteúdo abordado foi: os retrocessos da PEC 32/2020 (proposta de Reforma Administrativa).


O convite para a fala foi realizado pela vereadora Professora Graciele Marques dos Santos (Sinop-MT), a quem também estendemos nossa solidariedade.


A ADUFOP reafirma a necessidade do pluralismo de pensamento. Reitera a importância do pensamento crítico para enfrentar os ataques e desmontes de direitos que a classe trabalhadora vivencia cotidianamente em nosso país.


A entidade se põe na defesa das liberdades democráticas, da liberdade de expressão e do franco debate entre diferentes tendências de pensamento e compreensão do mundo.


Não é aceitável qualquer atitude que se conforme em intimidação e censura do pensamento crítico, bem como, à Universidade e às e aos seus docentes, às lutas que estas e estes travam na reafirmação da função social da universidade e na luta por uma sociedade democrática.


Ouro Preto, MG, 23 de agosto de 2021.

Diretoria da ADUFOP. Gestão 2021-2023