Nota do ANDES-SN de repúdio à perseguição e criminalização de docentes e estudantes da UFVJM

O ANDES-SN manifesta repúdio à perseguição e criminalização do( a)s docentes e estudantes que se organizam e militam em movimentos sociais e sindicais e se solidariza com à(o)s professore(a)s, estudantes e técnico(a)s da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri ( UFVJM), que, no dia 25 de outubro, foram notificado(a)s pelo Ministério Público Federal da ação de “interdito proibitório”, impetrada pela reitora empossada de forma ilegítima (visto, não ter sido eleita). Tal ação corresponde aos mecanismos de violação da autonomia da universidade, dos princípios constitucionais e da liberdade de organização, pensamento e expressão.


Evidencia o acirramento da criminalização dos movimentos sociais e sindicais, como expressões da conjuntura sociopolítica e econômica que o mundo e o país atravessam. A tentativa de perseguição àquela(e)s que se demonstravam descontentes com a posse da reitora, se assenta na ameaça, no medo e na criminalização, como formas de controle social.


O ANDES-SN se manifesta contrário às ações de coerção contra a(o)s professore(a)s, estudantes, técnico(a)s-administrativo(a)s e a comunidade universitária.


Esse Sindicato Nacional defende a democracia e a autonomia das universidades.

Brasília(DF), 30 de outubro de 2019

Diretoria do ANDES-Sindicato Nacional

Horário de funcionamento:
De segunda a sexta, das 9h às 17h.


Telefone: (31) 3551-5247
E-mail: secretaria@adufop.org.br

comunicacao@adufop.org.br

Endereço: R. Antônio José Ramos, 65 - Bauxita, Ouro Preto - MG, 35400-000, Brasil

  • Preto Ícone YouTube

Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação ADUFOP | 2018