Seções sindicais realizam ações de solidariedade às famílias atingidas pelas enchentes na Bahia


As fortes chuvas que atingem o país desde dezembro, em grande parte do país aliadas ao descaso de governantes com a questão da moradia e da infraestrutura urbana, provocaram alagamentos em 11 estados de todas as regiões do Brasil. Devido às tempestades, famílias ficaram isoladas, casas foram cobertas pela água e milhares de pessoas foram desalojadas e desabrigadas.


Na Bahia, 168 municípios foram afetados. Desse total, 157 estão sob decreto de situação de emergência. A Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na terça-feira (4), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado. São 29.243 desabrigados, 73.518 desalojados, 26 mortos e 520 feridos. O número total de atingidos de alguma forma pelas enchentes chega a 796.882 pessoas.


Diante da ausência do poder público em diversos locais do estado, as associações dos docentes das universidades estaduais de Santa Cruz (Adusc) e do Sudoeste da Bahia (Adusb), ambas seções sindicais do ANDES-SN, em unidade com diversas entidades e movimentos sociais, têm realizado uma série de ações em solidariedades às famílias vítimas das enchentes.


Segundo Luiz Henrique Blume, 3º secretário do ANDES-SN, a população que vivia em diversos bairros localizados nas cidades de Itabuna e norte de Ilhéus e em outras comunidades ficou isolada diante das fortes chuvas ocorridas no período entre 24 a 30 de dezembro. “Nesse primeiro momento houve uma ausência completa do poder público que demorou muito para enviar assistentes sociais para cadastrar as famílias desabrigadas. Somente a partir do dia 30 é que esse cadastramento começou a ser feito e de uma forma muito desarticulada com as três esferas: municipal, estadual e federal”, conta.


O diretor do Sindicato Nacional explica que diante da tragédia docentes, técnicos, técnicas e estudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) resgataram o projeto Uesc Solidária, iniciado durante a pandemia da Covid-19 para ajudar pessoas que perderam as suas rendas. A partir das doações financeiras a comunidade acadêmica tem abastecido as cozinhas dos abrigos com mantimentos, doações de colchões e cestas básicas. Além disso, a CSP-Conlutas também tem realizado uma campanha nacional de arrecadação para os municípios afetados e o ANDES-SN destinou recursos do Fundo Nacional para a Adusc SSind. utilizar nas ações de solidariedade emergencial às vítimas.


A Adusc SSind. e demais parceiros conseguiram abrigar as famílias em escolas municipais e no hospital veterinário da Uesc. Blume conta que só foi possível ter acesso à universidade - por fazer parte de uma região que ficou isolada, a BR 415 - para fazer as ações presenciais na terça-feira (28).


Luiz Henrique Blume faz um apelo para que continuem as doações e que se mantenha a rede de solidariedade, mesmo com as chuvas dando uma trégua. "Apesar do nível das águas ter abaixado, as pessoas estão sem casas, muitos perderam praticamente tudo que tinham. É preciso cobrar também dos governos políticas públicas para o período posterior as chuvas para que possamos reconstruir a casas dessas pessoas que precisam de itens básicos como colchão, fogão, geladeira, cama, livros escolares”.


Já a Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Adusb SSind.) já doou R$ 15 mil de seu caixa para ações realizadas em três municípios atingidos pelas chuvas: Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. Colchões, cestas básicas, roupas, fogões, água, entre outros itens, são alguns dos produtos recebidos pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) para atender as milhares de famílias afetadas pelas chuvas na região sul do estado. A seção sindical do ANDES-SN também lançou uma campanha em solidariedade às vítimas das enchentes que já conta com doações de docentes da Uesb, de outras instituições e seções sindicais do ANDES-SN.

Faça a sua doação para Uesc Solidária PIX (telefone): 7398824-9975 Rafael Bertoldo dos Santos

Faça sua doação para a Adusb PIX (e-mail): solidariedade.adusb@gmail.com Associação dos Docentes da Uesb


Fonte: ANDES-SN

Foto: Adusb Sind.