top of page

9 de maio: Dia Nacional de Luta em Defesa das Universidades, Institutos e Cefets



Nesta quinta-feira (9), docentes federais vão às ruas de todo o país em defesa das universidades, institutos e cefets. O dia unificado de luta tem como pautas o fim das intervenções nas universidades, a ampliação do orçamento destinado às Instituições Federais de Ensino (IFE) e a paridade entre ativos/as e aposentados/as. As atividades serão realizadas em unidade com técnicos, técnicas e estudantes.


“Entendemos que ter como mote o debate da recomposição dos orçamentos para Universidades, Institutos e Cefets é central para nós neste momento, no sentido de sinalizarmos os impactos dos cortes orçamentários nas nossas condições de trabalho e de estudo. A questão das intervenções nas universidades diz respeito a nossa luta histórica por democracia e autonomia das IFES; é importante ressaltar que temos ainda 11 instituições sob intervenção que sofrem cotidianamente com os impactos da política arbitrária de interventores não eleitos por nossas comunidades universitárias”, ressaltou em nota o Comando Nacional de Greve do ANDES-SN. A paralisação de docentes da base do Sindicato Nacional, iniciada em 15 de abril, já conta com a adesão de 50 instituições.


O CNG do ANDES-SNN ressalta ainda que a categoria docente é composta por uma parcela significativa de aposentados e aposentadas, que não pode ser ignorada no processo de negociação. As e os docentes aposentadas e aposentados não foram contemplados na política de reajuste dos auxílios apresentada recentemente pelo governo. 


“Importante mencionar também que, atualmente, não temos isonomia entre docentes, com uma diferença salarial expressiva entre ativo(a)s e aposentado(a)s coexistindo diversos regimes de aposentadoria, além da urgente necessidade de reenquadramento do(a)s aposentado(a)s que foram afetado(a)s com a criação da classe de professor(a) associado(a). Exigimos respeito ao(à)s aposentado(a)s e pensionistas”, acrescenta a nota do CNG.


As e os integrantes do Comando de Nacional de Greve irão se somar às atividades dos sindicatos e movimento estudantil local, em Brasília (DF). Também convocam a realização de ações nas redes sociais, solicitando que o governo receba os trabalhadores e as trabalhadoras da Educação Federal. Confira o Comunicado 17 do CNG/ANDES-SN.


Atos pelo Brasil

Estão previstas atividades em diversas cidades como Fortaleza, onde será realizado o ato “Café com Panfletagem”, na Praça do Ferreira. Em Recife (PE), acontecerá um ato unificado, a partir das 15 horas, com concentração na Faculdade de Direito do Recife e marcha até a Praça do Diário.Em Natal (RN), o ato unificado tem concentração, às 15h, em frente ao Campus Central do IFRN. Em Rio Branco (AC), docentes, técnicos, técnicas e estudantes realizarão atividade na Assembleia Legislativa do Estado do Acre, às 09 horas.


Em Ouro Preto (MG), a partir das 15 horas, ocorrerá atividade na Praça Tiradentes, com panfletagem e microfone aberto. Em São João Del-Rei a data será marcada com uma palestra sobre os impactos das reformas da Previdência para servidoras e servidores federais. Em Viçosa (MG), o ato ocorrerá na praça Silvano Brandão, a partir das 16h30. 


No Rio de Janeiro (RJ), as e os manifestantes que participarão do ato unificado da Educação se concentrarão no Largo do Machado, a partir das 16 horas. Já em São Paulo, a concentração será a partir das 14 horas na Praça Osvaldo Cruz, com caminhada na avenida Paulista, em direção à subsede da Presidência da República.


No Rio Grande do Sul, as manifestações foram suspensas devido à catástrofe ambiental vivenciada no estado. Confira aqui nota de solidariedade emitida pelo CNG do ANDES-SN.


Fonte: ANDES-SN

Opmerkingen


bottom of page