Comemoração de Fim de Ano: ADUFOP 40 anos - Recital Poético com Lirinha

Atualizado: 18 de dez. de 2021



A Diretoria da ADUFOP convida todas e todos para a Comemoração de Fim de Ano: ADUFOP 40 anos - Recital Poético com Lirinha . A apresentação será no próximo sábado, 18 de dezembro, a partir das 18h, com transmissão pelo Youtube da entidade. As/os diretores fazem uma reflexão sobre as lutas deste ano, o tempo presente e os desafios postos à educação para o próximo ano.


O Recital Poético conta com uma performance poético-musical idealizada e encenada pelo artista José Paes de Lira, Lirinha. O repertório é formado por composições próprias e de autores que influenciaram sua trajetória.


A atividade faz parte da Campanha ADUFOP 40 anos. A campanha compreenderá uma série de atividades que objetivam resgatar a história e memória da entidade, dar voz e vez aqueles e àquelas que assumiram o compromisso de conduzir e construir o sindicato ao longo dos anos, explicitar o protagonismo e contribuições da ADUFOP nas lutas locais, refletir sobre os atuais desafios sindicais da educação superior pública, bem como, fomentar a articulação entre os sindicalizados/as, dentre outras ações.


ASSISTA EM: https://youtu.be/htjFZP3OZTQ


Sobre o artista:

Lirinha é músico, escritor e compositor. Começou a carreira artística aos 12 anos como declamador de poesias em Arcoverde, sertão de Pernambuco.


Música: Em 1997, idealizou e construiu o espetáculo cênico musical Cordel Do Fogo Encantado. Com o grupo tem quatro discos gravados e conquistou o público no Brasil e exterior pela performance e sonoridade consistente, pela inovação na utilização da percussão tradicional e, também, com a qualidade das letras e uma nova forma de levar a poesia recitada a um grande público.

Lançou em 2011 e 2015 os álbuns solo LIRA e O Labirinto e o Desmantelo, onde aposta em um psicodelismo elétrico construído com guitarras, teclados, sintetizadores retrô, percussão e bateria.

Atualmente está em processo de gravação de seu novo disco.


Literatura: Participou como declamador e colaborador na trilha sonora do espetáculo Cão Sem Plumas de Deborah Colker com direção de Jorge Du Peixe e Berna Ceppas. Fez a direção artística dos espetáculos Alfarrábio Sonoro (com Lirinha, Letícia Sabatella, Anelis Assumpção e Ava Rocha), e João Cabral – 100 anos por Lirinha e Letícia Sabatella. Participou do livro Coletânea virtual Geração 00, organizado por Heloísa Buarque. É autor de O Garoto Cósmico e Mercadorias e Futuro.


Teatro: No teatro assina a direção musical de Os Sertões - A Luta I - dirigido por Zé Celso. Encenou a peça Mercadorias e Futuro, em uma codireção com Leandra Leal.