Comitê Central de Mobilização de Ouro Preto exibe o filme Marighella

O Comitê Central de Mobilização, do qual a ADUFOP faz parte, exibiu ontem (12/12/21), o filme Marighella, do diretor Wagner Moura, na área externa do Sindicato ASSUFOP em Ouro Preto, com a participação da deputada estadual Andréia de Jesus (PSOL).


A atividade, organizada por entidades sindicais, movimentos sociais e partidos, respeitou os protocolos sanitários de combate a pandemia do coronavírus, exigindo uso de máscara durante toda atividade, cartão de vacinação e disponibilizando de álcool gel. O evento foi em área externa para garantir a circulação de ar e participaram aproximadamente 200 pessoas.


A programação contava com a participação da neta de Marighella, Maria Marighella (PT), atriz e vereadora de Salvador (BA), entretanto, Maria não conseguiu participar do evento devido à um overbooking (termo utilizado por empresas aéreas que se refere à prática de vender um número de maior de passagens do que a capacidade máxima do transporte). A atriz, que interpretou a própria avó Elza Sento Sé, com quem Marighella teve o seu único filho, gravou um vídeo, exibido antes do filme, justificando sua ausência e parabenizando a organização do evento.


Antes da exibição do filme, representantes dos sindicatos que compõem o Comitê, fizeram saudações aos presentes e destacaram a importância histórica de Marighella. A mesa de abertura contou com a participação da Professora Joana Amaral, representando a ADUFOP. Também houve falas de representantes da Ocupação Chico Rei e do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST).


A deputada estadual Andréia de Jesus contou um pouco dos ataques que vem sofrendo desde que abriu um pedido de investigação contra uma ação policial que ocorreu em Varginha (MG) e que matou 26 pessoas na cidade. No dia 3 de novembro de 2021, a deputada denunciou através de uma carta aberta e vídeo as ameaças que vem sofrendo por sua atuação política, marcada pelo diálogo com os movimentos populares, com forte presença na pauta pelos direitos humanos, na luta antirracista, das mulheres, da cultura e da educação. Contou que recebeu inúmeras ameaças dentre elas a escrita — “seu fim será como o de Marielle Franco”. Na ocasião, o ANDES-SN soltou uma Nota em solidariedade à deputada estadual de Minas Gerais. Além disso, Andreia destacou a importância do filme e da luta de Carlos Marighella durante sua vida.



Confira outras fotos no Facebook da ADUFOP.


SINOPSE

Filme não recomendado para menores de 16 anos

Direção: Wagner Moura

Duração: 2h 35m

Elenco: Seu Jorge, Adriana Esteves, Bruno Gagliasso, Bella Camero, Luiz Carlos Vasconcelos, Humberto Carrão, Jorge Paz, Herson Capri, Henrique Vieira, Ana Paula Bouzas, Tuna Dwek, Maria Marighella


Neste filme biográfico, acompanhamos a história de Carlos Marighella, em 1969, um homem que não teve tempo pra ter medo. De um lado, uma violenta ditadura militar. Do outro, uma esquerda intimidada. Cercado por guerrilheiros 30 anos mais novos e dispostos a reagir, o líder revolucionário escolheu a ação. Marighella era político, escritor e guerrilheiro contra a ditadura militar brasileira.


Em exibição nos cinemas e disponível na GloboPlay.