top of page

Docentes da Uerj paralisam atividades nesta quarta (13)

Docentes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) irão paralisar as atividades por 24 horas nesta quarta-feira (13). A decisão foi aprovada em assembleia da categoria, realizada na tarde dessa segunda (11).



A deliberação tem por objetivo garantir a participação das professoras e dos professores da Uerj no Grande Ato Unificado de Servidores Estaduais, que acontece na quarta, em frente ao Palácio Guanabara, a partir das 10h. A manifestação está sendo organizada pelo Fórum dos Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (Fosperj) para cobrar do governador Cláudio Castro o pagamento das parcelas atrasadas da recomposição salarial acordada em 2021.


“Após realizarmos uma análise de conjuntura sobre a situação nacional, especialmente no Rio de Janeiro, os impactos do Regime de Recuperação Fiscal e o avanço dos ataques às servidoras e aos servidores públicos, a categoria aprovou uma paralisação para que possamos participar do grande ato nesta quarta”, contou Amanda Moreira,  presidenta da Associação de Docentes da Uerj (Asduerj Seção Sindical do ANDES-SN), em vídeo da entidade.


Amanda lembra que, até o momento, o Executivo não pagou as segunda e terceira parcelas da recomposição salarial, referentes às perdas salariais acumuladas entre 2017 e 2021, que foi dividida em três anos. “A situação está ficando cada vez mais crítica. O estado do Rio de Janeiro tem uma dívida de R$ 157 bilhões, e aponta um déficit de mais de R$ 8,5 bilhões em 2024, e os servidores não podem pagar essa conta”, crítica. 


“Convocamos toda a categoria a aderir à paralisação, ir ao ato e engrossar essa luta na nossa universidade e junto aos demais servidores do estado. Nós, servidores, exigimos respeito. Queremos valorização! Cláudio Castro, pague a recomposição!”, conclui a presidenta da Asduerj SSind.


Fonte: Asduerj SSind, com edição do ANDES-SN. Foto: Asduerj SSind. 

Comentarios


bottom of page