Entidades lançam Fórum de Luta por Direitos e Liberdades Democráticas


O ANDES-SN participará na próxima terça-feira (19) do lançamento do Fórum Sindical, Popular e de Juventude por direitos e liberdades democráticas. O espaço tem como objetivo a construção de uma ampla unidade para lutar contra os ataques à classe trabalhadora. A participação no Fórum é uma deliberação do 38º Congresso ANDES-SN, realizado em Belém (PA), entre 28 de janeiro e 2 de fevereiro.


Além do Sindicato Nacional, estão na construção do Fórum movimentos sociais, sindicais, estudantis e organizações políticas da cidade e do campo. O Fórum elaborou um manifesto que está aberto a adesões. “As entidades nacionais estão sendo convidadas a assinar o manifesto, mas as locais que queiram contribuir também podem aderir . A ideia é que nos estados haja uma replicação de fóruns como esse - de mesmo nome ou não – mas com a mesma discussão política”, explica o presidente do ANDES-SN, Antônio Gonçalves.


Gonçalves reforça ainda o caráter de ampla unidade no Fórum, que reúne diversas entidades e movimentos em torno de uma pauta comum. “A ideia é a avançarmos nesse processo. A avaliação é que esse pode ser um espaço em que possamos avançar efetivamente na unidade de ação. Neste momento, unidade de ação para derrotar a Reforma da Previdência e todos os ataques anunciados pelo governo. E, que no futuro, possa ser um espaço também que contribua no processo de reorganização da classe trabalhadora”, avalia.


O manifesto é composto por onze eixos, como a defesa dos direitos trabalhistas e o posicionamento contrário ao ­fim do Ministério do Trabalho. A defesa da Previdência Pública e universal e a luta contra reforma da Previdência também estão na pauta.


Compõem, ainda, o manifesto as defesas da Educação e da Saúde Públicas gratuitas e de qualidade e das Liberdades Democráticas. O Fórum também luta pela Reforma Urbana e Agrária, em defesa da política de igualdade racial, de gênero e respeito às diversidades sexuais.


Outros eixos presentes são a luta contra a criminalização dos movimentos sociais, pela revogação da EC/95, em defesa do emprego, salário e moradia. A defesa do setor público estatal e a luta contra as privatizações também estão no manifesto. Por último, o Fórum se posiciona pela liberdade de ensinar e de aprender, em defesa da autonomia das instituições de ensino públicas.

Confira a íntegra do manifesto.


Com informações ANDES-SN


Horário de funcionamento:
De segunda a sexta, das 9h às 17h.


Telefone: (31) 3551-5247
E-mail: secretaria@adufop.org.br

comunicacao@adufop.org.br

Endereço: R. Antônio José Ramos, 65 - Bauxita, Ouro Preto - MG, 35400-000, Brasil

  • Preto Ícone YouTube

Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação ADUFOP | 2018