top of page

Professores da UFOP rejeitam a proposta de REAJUSTE ZERO em 2024 e a desestruturação da carreira pelo governo

Docentes da UFOP, em Assembleia Geral, realizada na manhã desta sexta-feira (24), rejeitaram, com amplíssima vantagem (somente duas abstenções) a proposta levada pelo Governo no dia 15 de maio à Mesa de Negociação Específica.


Os principais motivos da rejeição da proposta são: a manutenção do reajuste 0% em 2024; não considerar reajuste para as/os aposentados; a proposta para a carreira docente; a reivindicação da revogação de normas e legislações que atacam os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras; a não recomposição do orçamento das universidades.


Na mesma ocasião, a Assembleia aprovou uma nova contraproposta, com vantagem (uma abstenção): Reajuste pelo índice do IPCA em 2024 (3,69%) + reajuste linear do montante aplicado nos steps (somando os valores de 2025 e 2026); inclusão dos aposentados e pensionistas nos reajustes; reivindicar recomposição do orçamento no valor de 2,5 bilhões de reais; manter a pauta do Revogaço de todas as medidas apresentadas desde o início da greve; manutenção das mesas de negociação com relação à carreira.


Além disso, outras questões organizativas foram aprovadas, como a ênfase na judicialização do PROIFES, exposição deste sindicato cartorial-governista e do negociador José Feijóo e possível nova assembleia na semana que vem, aguardando a orientação do CNG.



Comments


bottom of page